Economia Bárbara

Seu Bolso

Gestor da Daycoval: Selic deve subir a 6% em 2021; veja vídeo

Na 2ª edição do MoneyTalks, organizada pelo banco Modalmais, Anand Kishore disse que prevê que a taxa básica de juros permaneça estável nos atuais 4,5% por todo 2020 ou até possa cair um pouco, para depois subir no segundo semestre do ano seguinte

Bárbara Leite

Publicado

em

A taxa básica de juros, a Selic, deve permanece estável nos atuais 4,5% durante todo 2020 ou até cair um pouco, e depois voltar a subir para 6%, 6,5% no segundo semestre de 2021. Essa é a estimativa de Anand Kishore, gestor dos fundos de investimento da Daycoval Asset.

“A gente não vai voltar para (taxa de) ‘double digits’ (dois dígitos, na tradução do inglês). No banco, a gente acredita que o juro volta a subir no segundo semestre de 2021 para 6,5%, 6%, alguma coisa assim. É um patamar ainda muito baixo. É um cenário que a gente nunca viveu no Brasil”, disse Kishore, na 2ª edição do MoneyTalks, organizada pelo banco digital Modalmais nesta segunda (16).

Para o gestor, após a redução da última quarta-feira (11) na Selic de 5% para 4,50%, o BC deve “parar um pouco para observar as consequências desse nível de juros mais baixo”. Para o ano de 2020, ele prevê uma estabilidade na taxa em 4,50%.

“Tem um viés de baixa, a projeção está sendo projetada abaixo da meta, então existe uma possibilidade que os juros possam ser menores, mas por enquanto, a gente tem um viés um pouco mais conservador. A gente acha que tem de ver como vão reagir os preços. A inflação no começo de janeiro vai ser alta, de 1%. O BC tem de ser parcimonioso”, avaliou.

Confira o vídeo em que Anand Kishore, gestor da Daycoval Asset, fala sobre projeções para a Selic:

Publicidade
Subscreva nossa Newsletter!
Cadastre seu e-mail para receber nossa Newsletter com dicas semanais.
Invalid email address

Mais Lidas