Economia Bárbara

Estilo de Vida

43ª Mostra de Cinema de São Paulo: veja o que você não pode perder

Evento vai até o dia 30 de outubro com cerca de 300 filmes exibidos em vários espaços pela cidade; confira programação e longas imperdíveis

Bárbara Leite

Publicado

em

'Wasp Network', com Penélope Cruz e Gael García Bernal, é uma adaptação do livro "Os Últimos Soldados da Guerra Fria"–Foto: Divulgação

A 43ª edição da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo começou nesta quinta-feira (17) e vai até o dia 30 de outubro com cerca de 300 filmes de 65 países na programação. 

Eles serão exibidos em diversos pontos da cidade, disputando a atenção dos cinéfilos. Confira alguns longas imperdíveis na edição de 2019:

1. ‘Vida Invisível’

Dirigido por Karim Aïnouz é a aposta brasileira para o Oscar 2020 depois de vencer a mostra Um Certo Olhar do Festival de Cannes. Com Carol Duarte e Julia Stockler como protagonistas, o filme conta a história de duas irmãs duramente separadas durante a adolescência. Sexta (18), às 20h30, no Theatro Municipal de São Paulo

2. ‘Babenco – Alguém tem que ouvir a voz do coração’

O documentário de Bárbara Paz sobre o cineasta Hector Babenco (1946-2016) revela sua intimidade, seus medos e suas memórias. Ele foi o vencedor do prêmio de melhor documentário sobre cinema no Festival de Veneza. Domingo (20), às 20h30, no Theatro Municipal de São Paulo; segunda (21), às 16h, na Reserva Cultural; sexta (25), às 19h15, no Cinearte

3. ‘Wasp Network’

Co-produção de França, Brasil, Espanha, Bélgica, o filme dirigido pelo francês Olivier Assayas e produzido pelo brasileiro Rodrigo Teixeira é uma adaptação do livro “Os Últimos Soldados da Guerra Fria”, do jornalista e biógrafo Fernando Morais. Penélope Cruz, Wagner Moura, Edgar Ramírez e Gael García Bernal participam do longa, que conta a história da fuga de um piloto cubano para Miami em 1990. Domingo (20), às 21h15, no Espaço Itaú de Cinema Frei Caneca; sábado (26), às 21h15, no CineSesc

4. ‘Cicatrizes’

Dirigido por Miroslav Terzic é um um filme sérvio sobre roubo de bebês que é um problema naquele país. Ele narra a história de uma mulher que acredita piamente que, há 18 anos, seu filho recém-nascido foi roubado, ao contrário da versão que contaram a ela na época, de que o bebê havia morrido. De forma obsessiva e persistente, ela luta contra a polícia, a burocracia do hospital e até mesmo contra a própria família para descobrir a verdade. Sexta (18) Cinesala às 22h; sábado (19) Petra Belas Artes, às 13h30; terça-feira (22) Espaço Itaú de Cinema-Augusta, às 19h30; sábado (26), Cinearte, às 18h10; quarta (30), Espaço Itaú Cinema-Frei Caneca, às 20h

5. ‘Parasita’

‘Parasita’ ganhou a Palma de Ouro no Festival de Cannes–Foto: Divulgação

Vencedor da Palma de Ouro no Festival de Cannes, narra o encontro de duas famílias, uma dona de uma grande empresa de tecnologia e outra que vive na incerteza do desemprego. O longa é dirigido pelo coreano Bong Joon-ho, de Okja (2017). Sexta (18), às 21h10, no Petra Belas Artes; sábado (19), às 21h20, no Cinearte; domingo (27), às 21h15, no Espaço Itaú de Cinema Augusta

6. Sinônimos

A dobradinha Urso de Ouro e Prêmio da Crítica consagrou a produção do israelense Nadav Lapid no Festival de Berlim. O filme retrata o esforço de Yoav, um jovem que se muda de Israel para Paris em busca de uma nova identidade. Sexta (25), às 22h, no Cinesesc; sábado (26), às 21h20; domingo (27), às 19h15; e segunda (28), às 19h20, no Espaço Itaú de Cinema Frei Caneca; quarta (30), às 16h45, no Cinearte 

7. Honeyland

Vencedor do Grande Prêmio do Júri no Festival de Sundance, o documentário dirigido por Ljubomir Stefanov e Tamara Kotevska representa a Macedônia no Oscar 2020. O filme é o retrato de uma mulher que vive isolada cuidando de uma colônia de abelhas até que a chegada de uma família transforma sua rotina. Sábado (19), às 14h30, no Cinearte; segunda (21), às 17h45, no Cinesala; quarta (23), às 22h15, no Cinesesc; Sábado (26), às 20h15, no Espaço Itaú de Cinema Frei Caneca

Preços

De segunda, terça, quarta e quinta, o preço é R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).
De sexta, sábado e domingo, ele sai por R$ 24 (inteira) e R$ 12 (meia).
O passaporte integral, que dá acesso a todos os filmes, custa R$ 500.
Já o passaporte permanente especial, que permite ao cinéfilo ver quantos filmes quiser, de segunda a sexta até as 17h55, está por R$ 117.
Algumas sessões são gratuitas.

Confira aqui a programação da 43ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo.

*Com agências

Leia
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Subscreva nossa Newsletter!
Cadastre seu e-mail para receber nossa Newsletter com dicas semanais.
Invalid email address

Mais Lidas