Economia Bárbara

Economia

Ao vivo: STF retoma julgamento sobre prisão após 2ª instância

Placar está 4 x 3 a favor da execução antecipada da pena; faltam votar quatro ministros, incluindo Dias Toffoli, que deve ser o fiel da balança na decisão

Bárbara Leite

Publicado

em

Indícios sugerem que placar ficará em 5x5 e será o presidente do Supremo a decidir sobre a prisão após 2ª instância–Foto: Divulgação

O STF (Supremo Tribunal Federal) retoma, às 14h, desta quinta-feira (7), o julgamento da constitucionalidade da prisão após a condenação em segunda instância.

A decisão, se caso o plenário permitir que os condenados fiquem em liberdade, beneficiará presos na Operação Lava Jato, como o ex-presidente Lula da Silva e o ex-ministro José Dirceu.

Os indícios levam a crer que o julgamento ficará em 5 a 5, deixando nas mãos do presidente da Corte, Dia Toffoli, a palavra final sobre o tema. Até o momento, o placar está em 4 a 3 a favor da detenção em segundo grau de Justiça. Ainda faltam quatro votos (veja abaixo).

Um grupo de caminhoneiros ameaçou fazer greve, caso o STF decidisse ser contrário à prisão em segunda instância, entendimento que poderia beneficiar o ex-presidente Lula e outros presos da Lava Jato.

Quem votou a favor da prisão após condenação em 2ª instância

  • Alexandre de Moraes
  • Edson Fachin
  • Luís Roberto Barroso
  •  Luiz Fux

Quem votou contra a prisão após condenação em 2ª instância

  • Marco Aurélio Mello
  • Rosa Weber
  • Ricardo Lewandowski

Quem falta votar

  • Cármen Lúcia
  • Gilmar Mendes
  • Celso de Mello
  • Dias Toffoli (presidente do STF, com voto de minerva)

Acompanhe ao vivo o julgamento sobre a prisão em 2ª instância:

Leia
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Subscreva nossa Newsletter!
Cadastre seu e-mail para receber nossa Newsletter com dicas semanais.
Invalid email address

Mais Lidas