Economia Bárbara

Seu Bolso

Saques no FGTS sobem a R$ 998? Saiba o que pode mudar e quem tem direito

Congresso aprovou na semana passada MP que permite a quem tinha, em 24 de julho de 2019, até um salário mínimo no FGTS retirar o valor integral do fundo; medida ainda precisa do aval do presidente Bolsonaro; para quem possuía mais dinheiro, nada será alterado, continuam valendo os até R$ 500 por conta

Bárbara Leite

Publicado

em

Saques do dinheiro do FGTS estão sendo liberados por etapas: confira calendário–Foto: Agência Brasil

Está confuso e não sabe se pode pegar mais dinheiro do FGTS? O Congresso aprovou na última semana uma Medida Provisória (MP) que permitirá, se for sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro, a quem tinha até R$ 998 (o equivalente a um salário mínimo) no FGTS, em 24 de julho de 2019, sacar o valor integral de cada conta.

Ou seja, se o presidente der o aval, vai poder sacar até R$ 998 do FGTS quem tinha até esse valor em cada conta no fundo em 24 de julho. Para quem possuía mais, não mudará nada, continuam valendo os mesmos R$ 500 por conta ativa (emprego atual) ou inativa (empregos anteriores) permitidos até agora.

Assim, quem ainda não pegou, poderá retirar até R$ 998 por conta, e quem já retirou os R$ 500 até agora autorizados, vai puder sacar mais até R$ 498. Isso, claro, se a MP for assinada por Bolsonaro.

Por exemplo, quem tinha R$ 720 em uma conta e R$ 880 em outra, vai poder sacar a totalidade do valor em cada uma das contas. Se já foram retirados os R$ 500 em cada uma delas, o beneficiário vai poder retirar mais R$ 220 em uma e outros R$ 380 da outra.

Já quem tinha R$ 900 em uma conta e R$ 2.100 em outra, poderá sacar os R$ 900 da conta. Se já sacou R$ 500, poderá retirar mais R$ 400, neste caso. Da conta com R$ 2.100, apenas podem ser sacados os até R$ 500 permitidos. Em outro exemplo, se o trabalhador tinha três contas com R$ 998 em cada, poderá retirar os R$ 998 de cada uma delas.

Se sancionada, a iniciativa deve injetar mais R$ 3 bilhões na economia. Caso a medida passe a valer, a Caixa Econômica Federal (CEF) vai divulgar o calendário dos saques do dinheiro extra.

Por enquanto, vale o cronograma de saque de até R$ 500 por conta. Quem tinha conta poupança na Caixa e não pediu para devolver o dinheiro teve a conta creditada com os R$ 500. Os que têm conta corrente podem pedir para o valor ser depositado, que acontece em até 20 dias após a solicitação.

Para os restantes, aqueles que não são clientes da Caixa, o dinheiro está sendo liberado por etapas. Até agora os nascidos entre janeiro e maio já podem sacar. Quem faz aniversário entre junho e dezembro ainda terá que esperar, mas todos os saques serão liberados ainda neste ano.

Calendário dos saques de até R$ 500 no FGTS para quem não é correntista da Caixa:

  • aniversário em janeiro: saque a partir de 18/10/2019
  • aniversário em fevereiro e março: saque a partir de 25/10/2019
  • aniversário em abril e maio: saque a partir de 08/11/2019
  • aniversário em junho e julho: saque a partir de 22/11/2019
  • aniversário em agosto: saque a partir de 29/11/2019
  • aniversário em setembro e outubro: saque a partir de 6/12/2019
  • aniversário em novembro e dezembro: saque a partir de 18/12/2019

Publicidade
Subscreva nossa Newsletter!
Cadastre seu e-mail para receber nossa Newsletter com dicas semanais.
Invalid email address

Mais Lidas