Economia Bárbara
  

Emprego

Brasil tem 3,15 milhões de desempregados em busca de trabalho há mais de 2 anos

Dado, que é parte da Pnad Contínua, divulgada pelo IBGE nesta terça, representa uma queda de 1,16% ante o terceiro trimestre do ano passado, o primeiro recuo em 5 anos

Bárbara Leite

Publicado

em

A maior fatia, um contingente de 5,863 milhões (46,9%), estava desempregada entre 1 mês e menos de 1 ano–Foto: Agência Brasil

O Brasil tinha 3,15 milhões de desempregados que procuram trabalho há mais de dois anos no terceiro trimestre de 2019, ou 25,2% do total. Ou seja, um em cada quatro desocupados no país espera voltar ao mercado de trabalho há ao menos dois anos. Aqueles que buscavam uma vaga há pelo menos um ano eram 4,8 milhões de pessoas. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta terça-feira (19).

O número de desempregados à espera de trabalho há mais de 2 anos recuou 1,16% de julho a setembro em relação a igual período de 2018, a primeira queda para o período em cinco anos. No terceiro trimestre de 2018, o grupo possuía 3,187 milhões de pessoas. O número de pessoas nessa condição, entretanto, mais que dobrou nos últimos sete anos. Em 2012, eram 1,45 milhão.

Também caiu no terceiro trimestre de 2019, em 7,9% a fatia dos que buscavam uma recolocação no mercado de trabalho há menos 2 anos. Agora eram 1,7 milhão, contra 1,846 milhão em igual trimestre de 2018.

Outra parcela de 1,8 milhão (14,4%) buscava trabalho há menos de um mês. A maior fatia, um contingente de 5,863 milhões (46,9%), estava desempregada entre 1 mês e menos de 1 ano.

Apesar do número ainda elevado da desocupação–eram 12,5 milhões de desempregados ou 11,8% da população ativa–, houve um queda de 3,6% no chamado desemprego de longa duração no terceiro trimestre. Há um ano, eram 5 milhões que procuravam trabalho há pelo menos 1 ano.

Confira tabela com a evolução do tempo de procura de trabalho no terceiro trimestre desde início da série, em 2012:

Fonte: IBGE

Publicidade
Subscreva nossa Newsletter!
Cadastre seu e-mail para receber nossa Newsletter com dicas semanais.
Invalid email address

Mais Lidas