Economia Bárbara

Economia

Mercado volta a elevar projeção do PIB e já vê Selic menor em 2020, diz Focus

Após divulgação do IBC-Br de setembro melhor que o esperado, economistas ouvidos pelo BC sobem previsões para a economia no ano que vem; maioria passa a estimar que a autoridade promova novo corte no juro básico no próximo ano

Bárbara Leite

Publicado

em

oletim Focus reúne as estimativas de cerca de cem economistas consultados pelo BC–Foto: Agência Brasil

Economistas consultados pelo Banco Central (BC) melhoraram o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto, soma das riquezas produzidas em um país) do Brasil em 2020, enquanto elevaram a inflação para o fim do ano, além de reduzirem a estimativa para a taxa básica de juros, a Selic, no ano que vem.

De acordo com o Boletim Focus, divulgado nesta segunda-feira (18), a nova projeção para o PIB do ano que vem é de crescimento de 2,17% ante alta esperada de 2,08% na semana anterior. Antes das duas revisões consecutivas, a estimativa esteve estável em 2% por sete semanas. A previsão para a economia brasileira para 2019 foi mantida em 0,92%.

O reajuste na expansão da economia brasileira ocorre após o próprio BC divulgar, na quinta-feira (14), o IBC-Br, a chamada prévia do PIB, de setembro, que veio bem melhor que as estimativas. O índice subiu 0,44% em setembro, fechando o terceiro trimestre com alta de 0,91%.

Vários economistas já projetam o PIB perto de 2,5% em 2020, acima da média dos cerca de cem analistas ouvidos pelo BC no Boletim Focus.

Inflação maior

Pela segunda semana, a estimativa para a inflação oficial medida pelo IPCA para 2019 foi elevada. Agora, os economistas preveem que o IPCA feche 2019 em 3,33%, contra 3,31% na semana anterior, ainda abaixo do centro da meta perseguida pela BC, que é de 4,25%.

Para 2020, o mercado continua esperando que o índice de preços suba a 3,60%.

Selic a 4,25% e dólar

Apesar de esperarem um crescimento maior para o PIB, a inflação controlada fez o mercado passar a ver um corte de 0,25 ponto na taxa básica de juros, a Selic, em 2020. Assim, o mercado prevê um juro básico em 4,25% no ano que vem, ante 4,50% anteriormente. O BC já sinalizou que deve cortar a taxa para 4,50% na reunião de 11 de dezembro, e agora os economistas esperam que a autoridade promova mais uma redução na taxa em 2020.

As estimativas para o dólar foram mantidas em R$ 4 tanto para 2019 quanto para 2020.

Confira as novas estimativas do Boletim Focus:

  • Selic: 4,50% ao ano (2019) e 4,25% (2020)
  • PIB: 0,92% (2019) e 2,17% (2020)
  • IPCA: 3,33% (2019) e 3,60% (2020)
  • Dólar: R$ 4 (2019) e R$ 4 (2020)

Publicidade
Subscreva nossa Newsletter!
Cadastre seu e-mail para receber nossa Newsletter com dicas semanais.
Invalid email address

Mais Lidas